Blog

Bases fundamentais do Yoga e Äyurveda – estudo comparativo

Por Dr. Vaidya Bhagwandash
Diretor do Conselho Central de Pesquisas
Médicas e Homeopatas – Índia
Traduzido por: Flávia Venturoli de Miranda

Desde tempos imemoriais, as doutrinas dos Vedas têm servido de guia a todas as escolas de arte e ciência na Índia. O âmago dos conceitos filosóficos no Veda é reproduzido nos seis darçanas. A saber:

Os princípios fundamentais dos darçanas Säìkhya Yoga são idênticos e diferem somente no seu conceito de ÉçvaraÄyurveda tem aceitado os conceitos filosóficos de ambos. De fato, no Äyurvedaum esforço consciente, mas cauteloso, tem sido feito para apresentar uma coordenação eficiente entre os dois.

Säìkhya Kärikäm no seu verso de apresentação, declara:

duhkha-trayäbhighätäjjijïäsä tadapaghätake hetau|

dåste sä apärtha cennaikantätyantato-abhävät||

(säìkhya kärikäm-1)

Por causa da incidência dos 3 tipos de misérias, deve-se querer esclarecer os fatores responsáveis pela sua remoção. A afirmação que elas podem ser removidas por tais meios, como estão claramente mencionados, não é correta, porque tais meios não as removem inteiramente para sempre.

Gaudapäda no seu comentário sobre o verso acima, descreveu ser as misérias de 3 tipos, a saber: ädhyätmikaädhilehautika e ädhidaivikaÄdhyätmika é de 2 tipos: psíquica e somática, e diz-se que o Äyurveda que visa o tratamento desses 2 tipos de doenças não consegue a cura total para sempre.

A declaração, acima de que Säìkhya é aliado ao Yoga, cria uma impressão que os objetivos e os princípios fundamentais do Äyurveda são diferentes do Yoga. Este ponto de vista ganha suporte parcial na declaração do Suçruta, pela qual, um médico Äyurveda não deve se importar com nada além dos conceitos dos 5 mahäbhütas (SuçrutaÇäréra 1.13).

A elucidação de Gaudapäda sobre o objetivo do Äyurveda talvez não represente a realidade. Ela foi talvez influenciada pela noção então prevalecente desse sistema. Sem dúvida, o Äyurveda visa primeiramente a cura das doenças (que de acordo com Gaudapäda é de natureza temporária); mas como o nome indica, é uma “Ciência da Vida” (äyus = vida, veda = ciência) e não apenas uma ciência da medicina. Assim cobre todos os aspectos da vida. No que concerne às declarações de Suçruta, ele era um especialista em cirurgia e seu ponto de vista pertence aquele ramo particular da ciência que é obviamente materialista.

Em vista das aparentes controvérsias acima indicadas é necessário examinar os importantes aspectos dos princípios fundamentais do Äyurveda em face ao Säìkhya-Yoga.

Criação do Universo

Caraka, quando descreve o processo de criação do universo, declarou:

Considerando os elementos fundamentais, Puruña tem 24 aspectos. São manas (mente), 10 indriyas (órgãos sensoriais e motores), 5 indriyäthas (objetos dos sentidos) e 8 prakåtis (elementos primordiais).

Quando comentamos sobre o acima, Cakrapäni disse: “Ainda que para SäìkhyaPuruña, por causa de seus atributos idênticos, está incluído em Prakåti e ambos conjuntamente são conhecidos como Avyakta”. Portanto, não há contradição entre os pontos de vista do Säìkhya e do Äyurveda, nesta conexão.

De acordo com Äyurveda, o corpo é composto de 3 elementos fundamentais chamados de doñas, dhätus e malas.

Composição do Corpo Humano

Os doñas governam as atividades físico-químicas e fisiológicas do corpo, enquanto os dhätus entram na formação da estrutura básica de uma célula, daí tendo algumas ações específicas. Malas são substâncias que são parcialmente utilizadas no corpo e parcialmente excretadas numa forma modificada após servirem suas funções fisiológicas.

Todos esses doñas, dhätus e malas são por sua vez compostos de 5 mahäbhütas.

Païcabhautika Composição de Doñas

O desequilíbrio de dhätus, doñas e malas resulta em decadência e morte e, portanto sempre deve ser feito esforço para manter seu equilíbrio. Isso é feito por dieta e regime com atributos próprios e adequados. Se isso não é feito em tempo, surge a moléstia para a qual são necessárias drogas médicas. Assim, diz-se:

Quando, nesse corpo, dhätus se desequilibram, ocorre doenças e decadência. Portanto, nessa ocasião remédios devem ser usados para trazer equilíbrio desses dhätus.

Alimentos, bebidas, regimes e remédios todos são responsáveis em trazerem esse equilíbrio. Mas os remédios são mais poderosos do que os outros três. Estes remédios são classificados em seis grupos dependendo dos seus sabores e estes dependem da dominância de um ou outro mahä bhüta.

Além de doñas, dhätus e malas, o indivíduo, de acordo com Äyurveda, inclui cetanä.  O conceito de cetanä  (consciência) é compreensivo quando inclui a alma, o intelecto e a mente.

O corpo, no qual está localizada a consciência, é o resultado da conglomeração proporcional dos 5 mahäbhütas. Em Äyurveda, uma pessoa com doñas, dhätus, malas agnis em estado de equilíbrio e com ätmanindriyas manas em estado de contentamento, e chamado svastha ou indivíduo sadio.

Äyurveda, primeiramente, lida com annamayapräëamaya e manomaya koças. No Yoga, o principal objetivo é a realização de ätman, como exposto em änandamaya koça, e isto é conseguido através de vijïänamaya koça. Para a estabilidade de manomaya koça é necessário desenvolver niruddha e ekägra, estado mental regular. Annamaya e präëamaya koças. O primeiro é conseguido por netidhotiäsana, etc., e o último por präëäyäma, etc.

Präëaväyu - Controle da Mente

De acordo com Äyurveda, há 5 tipos de väyu. São:

 A respiração normal é controlada pelo präëaväyu. Mas no präëäyäma, tanto präëa como apäna tem seus papéis. Os äsanas são regulados por todos os 5 väyus. Tanto Äyurveda como Yoga consideram hådaya a sede de manasHådaya está localizado no uras que é controlado pelo präëaväyu.

Seis Cakras e Väyu

A força vital do indivíduo está localizada em 6 centros do corpo humano. Esses 6 centros, conhecidos como cakras, não representam entidades físicas, mas formam parte do sükñma çaréra. Todos esses 6 cakras, inclusive o sahasrära, são regulados pelos cinco väyus, conforme quadro abaixo:

Referência do Autor

Caraka Saàhita é considerado o melhor texto clássico sobre Äyurveda. Isto é mencionado pelo redator, Caraka, que é considerado o nominal Pataïjali, o autor do Yoga Sütra. Cakrapäni e muitos outros colegas confirmaram esse ponto de vista. De acordo com Cakrapäni:

Apelo para Ahipati que tirou os defeitos da mente pelo Pataïjala Yoga Sütra, da fala pelo Mahäbhäsya (um clássico em gramática sânscrita e do corpo, pela redação do trabalho conhecido comoCaraka Saàhita).

Conclusão

Atualmente, por todo mundo, alguns grandes cientistas e yogis estão interessados em pesquisar as aplicações do yoga, mais especificamente no efeito do yoga no tratamento de algumas doenças renitentes e algumas incuráveis,  enquanto é as doenças diagnosticadas e indicadas os efeitos da terapia yogi, a maioria é tratada pela medicina alopática. Os resultados obtidos às fundamentais do yoga são diferentes daquele da alopatia médica. Esta falha na pesquisa pode ser corrigida e permitir tirar conclusões certas somente aplicando os princípios fundamentais do Äyurveda que são aliados ao Yoga.

Top

Comments are closed.

Top

Telefone: +55 11 93210-2007

Cadastre seu e-mail ao lado e receba nossa newsletter