Blog

Cultura dos Nathas:Aspectos filosóficos do Hatha Yoga

Bholanath Yogi

A comunidade Natha não é simplesmente um conceito ou uma ideia; é antes uma sociedade que busca entender e analisar o mistério do ciclo universal da criação e a existência do conhecimento e do ser. Embora a origem do culto esteja associada a Gorakhnath, a encarnação iogue do senhor Shiva para difundir os ensinamentos da ciência do Hatha Yoga e de seu Guru Machchhindranath, o culto Natha cobriu toda a estrutura da criação. O culto Natha esclarecendo as definições científicas do ser e do universo, provou ter ocupado uma posição suprema como sinônimo da própria religiosidade, uma vez que os nomes dos famosos lugares religiosos costumavam ser abordados pelo termo Natha. Até mesmo os templos budistas e os nomes dos pregadores religiosos costumavam incluir o termo Natha, como Swayambhunatha em Katmandu. O significado do termo ‘Natha’ refere-se ao dono ou mestre de todo o universo e ao executor de todas as ações super humanas. Assim, o termo esclarece a supremacia da comunidade. Este culto pode ser visto de duas perspectivas: a perspectiva da filosofia e da perspectiva da gestão.

A filosofia do Hatha Yoga é a invenção de culto Natha . A comunidade, por um lado, unifica os vivos com o Ser; a luxúria ao conhecimento com base nas provas científicas; e por outro lado, sempre tentou erradicar os males sociais e prover um lar comum para todos, o que a torna relevante até hoje. A sociedade dividida com base na geografia, gênero, raça, casta, e discriminações financeiras é tratadas igualmente pela tradição Natha. Todas castas, como brâmanes, kshetriya, vaishyas, shudras e mesmo párias etc, podem se misturar aos Nathas. Não há diferença entre as pessoas para que as impeça de entrar. A comunidade Natha é o lar comum de todas as pessoas, independentemente do sexo, casta e religião. Por esta razão o culto Natha culto será tratado como a doutrina Natha. O objetivo da doutrina Natha é adotar os indivíduos economicamente oprimidos, socialmente marginalizados, negligenciados pelas famílias e por suas próprias comunidades. O indivíduo que não é adotado por outras comunidades é incluído pelas comunidades Natha. Não há discriminação com base em casta, sexo, idade, status econômico, cor da pele ou particularidade física.
Basicamente, existem duas facções de Nathas: Nathas familiares e Gurus Nathas emancipados. Os Nathas familiares são numerosos e por várias circunstâncias se encontram envolvidos por afazeres domésticos. As famílias e os domicilios que mantém Nathas são conhecidas pelos nomes tais como Natha, Devanatha, Kunwar, Kanwar, Kamar, Yogi, Rawal, Jangam etc. A tradição de se dirigir a eles como Devanatha é prática no Assam (Índia) enquanto no Nepal é popular as denominações Kunwar, Kanwar, Kamar. , Jangam etc. Aqueles individuos que são tutelados por Gurus emancipados acrescentam o termo ‘Natha’ aos seus nomes.

O termo Kunwar é dado à individuos que aderiram a tradição influenciados por algum mestre, ou ainda se aplica aos reis e aristocratas que aderiraram aos ensinamentos de Gorakhnath. É mencionado na história que o Guru Gorakhnatha teve noventa e nove milhões de reis como seus discípulos. Isso significa que o período de Gorakhnatha deve ser entendido como o período de tempo em que tradição Natha floresceu no mundo em geral. Estes 99 milhões podem representar os sábios que se juntaram à tradição de Nathas no decorrer de séculos.
Outro grupo de Nathas familiares é constituido por Gurus emancipados que voltaram para a vida famíliar mais tarde e deixaram descendencia. Isto porque existe uma tradição muito comum na comunidade Natha que primeiro primeiro Bhoga(desfrute da vida mundana) e depois Yoga (disciplina espiritual) , ou então Yoga e depois Bhoga. Os indivíduos que primeiro receberam os ensinamentos de yoga e por algum motivo (Luxúria, necessidade de filhos, etc.) voltaram novamente aos assuntos mundanos, tem seus filhos são chamados de Kunwar, Kumar, Kamar, Natha, Devanatha, Jangam. ou Yogi. Desta forma, a doutrina Nathas tem vínculos em atividades domésticas.
Os Gurus emancipados, com a denominação de Natha (Santo) pode ser constituída de indivíduo de qualquer casta que seja influenciado e acredite na tradição de Natha. Para isso, existem basicamente três etapas. A primeira é ensinar (É preciso ser convencido a se tornar Natha e ele recebe o primeiro ensinamento de um Guru em uma cerimônia especial). A segunda Tyaga / Bairag (emancipação) é onde ele se prepara, e assume o compromisso de se separar da família. A terceira é o Gorakh Bana quando se prepara completamente para se tornar um Sadhu (um renunciante), e passa a usar o Gorakh Bana Darshan (um brinco colocado no ouvido). Esses Biraktas ( emancipados) são denominados Natha ou Natha Ji.

Uma das particularidades do nathismo é o uso de da lingua urdu, ou de palavras parsis que são usadas pelos muçulmanos. Em geral as palavras Urdu / Parsis estão relacionadas com os tribunais reais. Isto porquê no culto de Natha, não apenas hindus, mas também os muçulmanos, aprenderam as doutrinas / princípios da ciência do Yoga. Vários reis de Cabul, Kandhahar, Baluquistão seguiram os ensinamentos do Guru Gorakhnath. Os Gurus de Nathas são tratados como Pir, um termo de Urdu prova que o culto era realmente um grupo secular baseado na ciência. O Guru dos Hindus era o Pir dos Muçulmanos. Há um templo conhecido como templo Ratnanatha em Dang Nepal, onde a liderança do templo é chamada Pir e há outras palavras ainda empregadas no templo que são muçulmanas.

Devido a tutela do culto por membros das famílias reais, e a incoporação da disciplina militar na organização da organização religiosa, o nathismo emprega ritos e palavras usadas nas cortes kshatryias (dos guerreiros).

Existem entre 12 a 18 linhagens Nathas denominadas Pantha. Os seguidores de 12 doutrinas, formam 12 comunidades com seus respectivos 12 sobrenomes, e seguem seis gurus ligados à Shiva, Kapilpanthi, Gangapanthi, Nateswari, Aaipanthi, Bairagyapanthi, Rawalpanthi respectivamente e outros seis Gurus à Gorakh Yogi. Outras seis linhagens , Satyanathi, Ramanathi, Pakalnathi, Pawapanthi, Dharmanathi, Mannaathi, complementam o número dos 18 panths. Os seis nomes de Shiva Yogi entre os 12: Existem vários outros nomes de Gorakh Yogi ao lado dos nomes acima mencionados.

Eles são a geração desses Gurus. Indenpendentemente da linhagem, a saudação Aadesha é adotada por toda comunidade de Natha, e exprime o desejo a vontade de unificar a alma e o poder supremo. Essa saudação em particular significa a forma unificada da alma para a super alma. Aadesha é umYogi encontrando outro e simboliza que eles devem fazer algo para melhorar as criaturas.
A cor das roupas usadas por Nathas também é significativa. Eles vestem açafrã, cor que combina o vermelho e o amarelo. O amarelo simboliza a emancipação e o vermelho é o símbolo da energia (cor do sangue). O uso dessas duas cores, por um lado, simboliza que os Nathas são livres dos assuntos mundanos e não são sensualmente fracos, e que ao contrário, seu poder pode ser utilizado para o aperfeiçoamento de todo o cosmos.

Os Nathas seguem ainda os princípios de Chaurasi Siddha (Oitenta e Quatro Iluminados). Na tradição hinduísta, acredita-se que Lakhs (8,4 milhões) Yonis (os poderes criativos) da criação existiam no Universo. Entre os 84 lakh Yonis, existem 84 espécies representativas das variedades de seres vivos. Nós falamos sobre as espécies de plantas e animais hoje. Quando falamos de um gato ele é uma espécie representante dos animais como tigres, leões, leopardo, chita, pantera, puma, gato doméstico, lince, etc (felinos). Cada e toda variedade tem suas próprias características específicas pelas quais eles sobrevivem no mundo. Aqueles 84 gurus esclarecidos que exploraram as bases da sobrevivência de todas criaturas, com a ajuda do poder yogue e todas outras habilidades comprovadas, possibilitaram que a espécie humana pudesse sobreviver por milhares de anos por meio de 84 posturas de yoga. Os 84 Chaurasi Siddha são tidos como cientistas e filósofos, gurus esclarecidos que nos ensinaram estas 84 posturas que assimilam as habilidades das 84 ordens de seres. Existe a tradição de adorar os 84 Gurus Iluminados (Provados) através de mestres que ultrapassam os 84 anos de idade no Nepal.

A cosmogonia natha representa a evolução dos elementos grosseiros aos planos mais sutis, em nove etapas governadas por nove mestres da tradição, os Nava Nathas ou nove Nathas, são os regentes dos nove recursos energéticos como Som, ar, fogo, água, Terra e a Combinação de todos estes. Eles são o ciclo da criação inteira. O encadeamento de vários elementos cosmicos compõe todo o universo. O céu é feito do elemento sonoro, depois o vento do céu, o fogo do vento, a água do fogo, a terra da água, e toda a estrutura da criação da terra surgiu. O ciclo de criação continua ininterruptamente da mesma maneira. Para entender o desenvolvimento da criação, os elementos ocorrese desdobram gradualmente, conforme o princípio da ação mínima. Estes fenômenos são descritos pela tradição ou doutrina de Natha. Os Nava Nathas são assim os mestres destas transformações.

O primeiro é Aadinatha ou Shiva, que controla o espaço (Aakash) , o som (Shabda) a audição e a orelha; o segundo é Achal Achambhenatha ou Shesha (a Serpente cósmica) que controla o ar (Wayu) o tato e pele; o terceiro é Santoshnatha Bishnu que governa o fogo (Tej) a visão e o olho; o quarto é
Satyanatha Brahma regebte da água (Jala) do sabor e da língua; o quinto é Udaynatha Parbati o controlador da terra (Prithwi) do olfato e do nariz; o sexto é Gajakanthadinatha ou Ganesha que controla a ciência das composições e combinações (Riddhi-Shiddhi ); o sétimo Chauranginatha Chandrama Banaspati é o mestres das árvores, plantas e alimentos;o oitavo Machhindranatha atua sobre o poder de Maya (Aparencia) e o Samsara (ciclo de nascimentos e mortes); e finalmente o nono e ultimo Gorakhnatha que tem o poder da união entre Shiva e Paravati, a força do Yoga que une o samsara ao conhecimento.

nava natha 2

1. Aaadi Nath: ShivaSwarupa: (Encarnação Celeste): Mistério do Som/ audição

O céu é a primeira encarnação de Deus ou ele mesmo se tornou céu no começo da criação. Na tradição de Natha, Aaadi Natha é o Senhor Shiva e é por isso que a cor de Shiva é a cor azul do céu. o nome do céu em sânscrito é Aakash, que é composto por Aa + kasha. A palavra Kasha vem da raiz Kashri Dhatu. E o significado da palavra Kashri é luz, portanto Aa + kash ou Aakash é aquela grande área cósmica até onde a luz pode chegar.
Em Aaksh o primeiro som foi produzido. Os Nathas conheciam os segredos do som e é por isso que adoram o Nada (som) e usam Nadi (o instrumento para produzir som especial). Em alguns lugares do Nepal, o povo da comunidade Natha tocam um instrumento especial para produzir sons protetores de forças indesejadas e invisíveis.
O céu não é um vácuo vazio, mas sim cheio de elétrons e ondas. É muito poderoso. Todo o conhecimento e sabedoria vieram do céu e toda a criação é feita pelo céu. É por isto que a tradição Natha o consideram como Aadi Natha (O Primeiro Senhor).

2. Achal Achambhe Natha ou Shesh Swarup (Encarnação do Ar; do Mistério do Tato; da Pele)

Vayu , o ar, é um elemento que dá origem à matemática. O ar pela força do atrito, se fragmenta em relampagos, raios e trovões (Maruts) . Existem sete tipos de Maruts que quando se combinam se tornam quarenta e nove. Esta é a origem do mito de que a terra é sustentada por Shesha (a serpente cósmica). Shesha significa Gharshan (força de atrito) Karshan significa gravidade. Sesha criou a força gravitacional para dar o lugar para todas as criaturas e todas as massas celestes do universo. Para fornecer o abrigo e local para todos os planetas, Sesha fez a gravidade. Então Achalachambhenath ou Sesha é a encarnação do ar ( vayu) e da força da gravidade.

3. Santosh Natha ou Vishnu swarupa. ( Encarnação do Sol,da luz,do fogo da Visão, dos Olhos)

Supõe-se que o sol seja uma massa de fogo radiante, e que a consciencia (Varga) é tudo aquilo que esteja ente o sol e a luz. O fogo está presente em todos os lugares porque tem o elemento seminal dentro de si mesmo.A palavra de Prakash tem a mesma raiz Kashri que significa que tudo que pode se manifestar só pode aparecer pela energia da luz.
Na tradição Natha, o fogo (agni) é secreto e importante daí a tradição de fazer fogo incessante conhecido como Akhanda Jyota ou Dhuna.

4. Satya Natha ou Bramha Swarupa, Encarnação da Água, do Gosto, da Língua.

O aparecimento da vida, das algas a todos organismos aquaticos, foi iniciada na água. Embora Bramha seja conhecida por ser a criadora de todas as criaturas, Satya Natha é o iniciante da criação de acordo com a ideologia de Natha. Curiosamente a teoria da evolução de Darwin combina muito com as dez encarnações do senhor Bishnu. Matsya (peixe), Kakshyap (tartaruga), etc. Na doutrina Natha, a água é o elemento que suporta todos os seres vivos (Jinda Peera).

5. Udaya Natha ou Parwati Swarupa, Encarnação da Mãe Terra , da olfação do Nariz e da Criação
Existem cinco elementos, cinco sentimentos e cinco órgãos dos sentidos para sentir isso. A Grande Mãe tem todas as cinco propriedades. No céu há som e no ar há som e tato, no fogo há som, tato e visão, na água, há som, sensação, visão e gosto e na terra há som, sensação, visão, gosto e cheiro. Cada vez se acrescenta mais um elemento. Todos desdobramentos do cosmos que contêm tudo. Nada pode ser desenvolvido a partir do nada. Deve haver algo para surgir a criação.

6. Gajabali Gaja kanthadi Natha ou Ganesha Swarupa (Riddi Siddi, Encarnação da Ciencia e tecnologia)

Na cultura hindu, todo e qualquer projeto começa com um ritual a Ganesha, já que ele é o deus tecnicamente habilitado para fazer as combinações, a amontagem, uma vez que ele mesmo parece ter sido montado. Os cinco elementos foram criados pelo Criador e a montagem dos cinco elementos em um todo é feita por Ganesha.

7. Chaurangi Natha ou Chandra Swarup, a Encarnação da Lua

Chaurangi natha é responsável por todas as plantas, pela transformação dos elementos em alimento que dão suporte as encarnações.

8. Matsyendra Natha ou Maya Avatar , Encarnação da Ilusão/Aparencia

Entre os Nava Natha Matsyendra, nath é o oitavo. A maioria das histórias de Matsyendra Natha estão relacionadas com os maias (aperencias/ilusão). Maya também foi criada pelo Ser Supremo e é por isso que também é eficaz. As pessoas sabem que vão morrer um dia, mas ainda não desistem de maya. Ilusão, luxúria e assim por diante. Mas ao mesmo tempo em que é mistério, Matseyendra Nath ao mesmo tempo é conhecimento. Ao desvendar os mistérios de Maya, o ser humano alcança o conhecimento. Isso explica que o Maya é também um dos 9 avatares.

9. Gorakh natha ou Shiva Parvati swarup, Yojak Avatar. Encarnação do Mistério do Yoga

O cosmos foi iniciado pelo conhecimento. Não é razoável acabar com o universo e suas criaturas que foram criadas pela ilusão (Maya). Então, para resgatar todas as criaturas do mundo do véu de Maya, Gorakh Natha inventou e usou o Hatha Yoga como meio. Ele é considerado o pioneiro do Hatha Yoga. Gorakh Natha, por um lado, era o discípulo do Guru do Conhecimento, Matsyendra Nath. O Hatha é a ciência pela qual descobrimos os mecanismos de Maya e atingimos o conhecimento.
Gorakha assumiu várias encarnações em diferentes épocas. Se o mistério e os elementos científicos relacionados à tradição Natha e ao Hatha Yoga forem estudados e explorados, certamente será benéfico para todas as criaturas do mundo e para todo o universo.

Top

Comments are closed.

Top

Telefone: +55 11 93210-2007

Cadastre seu e-mail ao lado e receba nossa newsletter